CCTEC tem discussão de PL com troca de farpas entre deputados

Projeto que prevê inclusão de pessoas com deficiência visual foi aprovado na última terça-feira (26)

Por Ellys Rebeca 

Nesta terça-feira (26), foi aprovado na Comissão de Ciência, Tecnologia, Educação e Comunicação (CCTEC), o projeto de lei nº 122/2022, do deputado Jhonatan Anfilofev (PSD/MT), que versa sobre a especialização de bibliotecas públicas para o uso das pessoas com deficiência visual.

Desta forma, o poder público fica autorizado a organizar, em todas as bibliotecas  públicas mantidas pelo Estado e pelas universidades federais, uma categoria composta de livros e periódicos escritos em braille. Além disso, o projeto prevê que os funcionários designados para trabalharem na seção de livros escritos em braille deverão ser especializados no trato das pessoas com deficiência visual. 

Na reunião houve um desconforto entre o autor da proposta, dep. Jhonatan Anfilofev (PSD/MT), e a deputada Carolina Neves (PSB/CE), que questionou sua ausência no momento da deliberação do PL em questão.

Entretanto, Anfilofev não estava presente no momento em que sua proposta foi apresentada, e afirmou que o “deputado não se mostra preocupado e nem interessado em defender o seu projeto, pois não fez questão de estar presente na reunião”.

O parlamentar pediu uma postura adequada à deputada do PSB e afirmou que ela teria a intenção de “bagunçar a comissão.” Além disso, afirmou que “se não tivesse interesse, não teria apresentado o projeto”.

Ao final da discussão, o presidente deu abertura à votação e o projeto foi aprovado por unanimidade. Apesar do embate, a deputada Carolina Neves (PSB/CE) também votou pela aprovação da matéria.

Na reunião pela manhã, por volta das 11 horas, o presidente da CCTEC, Daniel Felzke (NOVO/MG), aguardou na mesa por vários minutos a presença dos membros, até que a reunião foi suspensa por falta de quórum. 

Compartilhe: