CDEICS atrasa por causa de empate

O cargo de segundo vice-presidente foi o mais disputado gerando empate entre os candidatos.
Na tarde de sábado (15), os deputados da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados realizaram a votação para presidente e vices da comissão. No colegiado de líderes, acordos foram feitos, e o nome indicado ao cargo de presidente foi o do deputado João Paulo Mendes (PMDB), que venceu as eleições contra o deputado William Marçal (PMDB). Confusões relacionadas ao previamente acordado pelos líderes partidários permearam as votações, como o empate para o cargo de segundo vice-presidente, situação que pôs em xeque o conhecimento regimental dos deputados. O critério usado para o desempate foi questionado, mas João Victor Tocantins (PMDB) acabou ocupando o cargo.
Os primeiros nomes indicados pelos líderes disputaram as vagas com outros 4 candidatos avulsos. João Paulo, indicado para presidir a comissão representando o bloco Progressista, destacou a importância da qualidade de debate nas sessões e alegou: “tenho amplo conhecimento do regimento e o usarei”. Seu concorrente direto, William Marçal, preferiu enfatizar a importância técnica da comissão e prometeu ser imparcial em seu mandato. João foi eleito por 12 votos contra 8, sem nenhum voto em branco.
A sessão foi suspensa três vezes e, na primeira delas, foi esclarecido entre os deputados que os líderes acordaram que o bloco Progressista possuiria os cargos de presidente e segundo vice, já o bloco Chá das 5 só poderia ocupar o de primeiro vice. Então, alguns foram impedidos de concorrer a alguns cargos, no entanto, quatro candidatos avulsos do mesmo bloco ainda disputaram as eleições, sendo a vaga de segundo vice a mais disputada pelos parlamentares.
O cargo de primeiro vice foi para Matheus Antunes (PP), que venceu com oito votos de vantagem totalizando treze, contra apenas cinco do outro candidato avulso Davi Cantanhede (PP). O deputado Fernando Dias (PT), também indicados pelos líderes a segundo vice, desistiu da disputa dando seu lugar e apoio para Andreia Vieira (PT), a única candidata mulher nas eleições da comissão.
Porém, a votação terminou em empate entre Andreia e João Victor Tocantins, cada um recebeu 10 votos dos deputados presentes. O critério imediato anunciado para a eleição foi o de mais velho dentro o maior número de legislaturas, porém esse processo de desempate foi questionado por alguns deputados que, por meio do regimento interno, certificaram que deveria ser realizado um segundo turno de votação. Neste, houve um voto em branco e um parlamentar que mudou seu posicionamento, o que garantiu o desempate, o deputado Tocantins, então, foi eleito por 10 votos contra 8.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.