Mariana Peixoto é eleita presidente da CCJC com 82% dos votos

Foto? arquivo pessoal

No último sábado (17), os deputados federais da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) elegeram a deputada federal Mariana Peixoto (PT/AP) para comandar a comissão nesta legislatura. Apoiada pelo Bloco Democrata, a parlamentar era a única candidata ao cargo e recebeu 20 votos, totalizando 82% dos votos totais.

Ao tomar posse, Mariana Peixoto afirmou estar ciente de sua responsabilidade enquanto presidente da CCJC e que conduzirá os trabalhos de forma transparente e aberta ao diálogo, primando principalmente pelo respeito ao texto constitucional. Além disso, a parlamentar parabenizou os deputados Vanessa Alves (PSOL/SP) e Zé Renato Tiraboschi (MDB/MG) por conquistarem, respectivamente, a 1ª e a 2ª vice-presidência da comissão.

Em relação aos principais temas a serem tratados, a deputada federal destacou a importância de discutir assuntos como a obrigatoriedade de pagamento de impostos pelas igrejas e templos religiosos, alterações no Código de Processo Civil (CPC) e questões referentes ao Fundo Partidário Eleitoral.

Além de Peixoto, também foram eleitos os presidentes das outras comissões da Câmara dos Deputados desta legislatura. Na Comissão de Ciência, Tecnologia, Educação e Comunicação (CCTEC), os membros elegeram o deputado federal Mário Lopes (PSL/PR), que informou exclusivamente ao Jornal O Politeia que a
sua gestão será pautada no diálogo com todos os partidos. Sendo assim, ele tem como principal objetivo garantir que todos participem e se sintam contemplados com os trabalhos realizados na CCTEC.

Enquanto isso, o deputado federal Vitor Pacheco (PSDB/CE) foi eleito presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços (CICS) e afirmou que, a fim de atender as demandas de todos os deputados membros, priorizará o diálogo na condução de seus trabalhos. Pacheco ponderou ainda que a comissão ampliará o debate acerca da tributação aliada ao meio ambiente, da taxação de grandes fortunas e da isenção de impostos para automóveis elétricos.

Do mesmo modo, Luca Cechinel (PDT/RJ), da Comissão de Seguridade Social e Direitos Humanos (CSSDH), e Francielle Pains (PSB/ES), da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO), foram eleitos presidentes de suas respectivas comissões.

Após eleito, Cechinel afirmou que buscará articular diretamente com as lideranças dos partidos para delimitar as pautas que serão priorizadas. No entanto, ele salientou que proposições relacionadas à pandemia de Covid-19 e à área da saúde de modo geral ganharão destaque na CSDDH desta legislatura por conta da crise sanitária atual.

Por fim, Pains afirmou que pretende conduzir a CSPCCO de forma democrática e que o maior desafio será conciliar as pautas que estarão em discussão durante a simulação com os diversos espectros políticos dos parlamentares que compõem a comissão.

Compartilhe: